terça-feira, 14 de janeiro de 2014

Tão doce quanto um cupcake


"Você é tão doce quanto um cupcake" é o que sempre ouço os adultos falarem. A primeira foi minha mãezinha, não entendi muito bem, como alguém pode ser tão doce como um cupcake ou qualquer coisa de comer? Sou uma pessoa, não um bolinho e não posso ter gosto de cupcake... Ou posso? Sei não, esses adultos são muito estranhos. Vivem falando e fazendo coisas muito, muito estranhas de verdade. Os pais da minha amiga aninha se separaram e, depois disso, sempre que vou dormir na casa dela ouço a mãe chorar na cozinha quando pensa que estamos dormindo, mas estamos escondidas pra roubar doces. E o pai sempre diz para ela que está muito triste, mas, às vezes, as coisas não são como queremos. Por que não? Se duas pessoas ficam triste longe uma da outra por que se afastam? Adultos, sempre tão confusos. 
Outro dia fiquei muito chateada. Papai prometeu jantar em casa, mas não apareceu então eu não parava de incomodar minha mãezinha pedindo para ligar para o papai. Ela queria que eu entendesse que ele não poderia chegar mais cedo naquele dia, mas nada do que falava fazia sentido, nada justo. Então ela me mandou fechar a boca e comer. Tentei comer de boca fechada, mas juro que era muito difícil então mamãe começou a gritar "Para de palhaçada, menina". Eu não estava de palhaçada, estava obedecendo sua ordem. Palhaçada foi ela me mandar fazer algo tão complicado. Como alguém pode comer de boca fechada? Não faz sentido esses adultos.
Minha irmã mais velha, que nem adulta é, vive brigando com o namorado. Entra em casa chorando, sobe as escadas e se tranca no quarto com o rádio muito alto. Algumas horas depois não deixa ninguém mais usar o telefone pra falar com o namorado que até uns minutos atrás ela berrava ser um babaca idiota. Como alguém pode ser um babaca idiota num minuto e no outro ser o amor da sua vida? Ela é uma aprendiz de adulto, com certeza.
Veja só se adultos não são confusos.
Pois então me explique: Como, por Deus, uma criança pode ser tão doce quanto um cupcake? Lambi meu braço pra verificar, não parece doce como um cupcake, tenho certeza.

Jéssica de Paula

2 comentários:

  1. Oi, Jessi!

    Não sei por quê, mas meu comentário não foi u.u Odeio isso! Mas antes eu tinha comentado que esse texto ficou tão bem escrito que parecia que eu estava lendo um livro! E ri muito do final, haha!

    Love, Nina.
    http://ninaeuma.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Muito luco esse texto ,parabéns pela criatividade.

    ResponderExcluir

Espero que tenha gostado do post e sinta-se à vontade para dar sua opinião aqui e voltar sempre que quiser. Pode também deixar o link do blog para que eu e outros leitores possamos conhecer um pouco de você.
Muito obrigada pela visita <3