quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

Wake - despertar (Lisa McMann)

Sinopse: Para Janie, uma garota de 17 anos, ser sugada para dentro dos sonhos de outras pessoas está se tornando normal. Janie não pode contar a ninguém sobre o que acontece com ela - eles nunca acreditariam, ou pior, achariam que é uma aberração. Então, ela vive no limite, amaldiçoada com uma habilidade que não quer e não pode controlar. Mas, de repente, Janie acaba presa dentro de um pesadelo horrível, que lhe causa um imenso terror. Pela primeira vez, ela deixa de ser expectadora e se torna uma participante...

Resenha:
Aos oito anos Janie entra dentro de seu primeiro sonho, apesar de assustada com o que acontece não conta para ninguém até porque sabe que não acreditariam, então ela é obrigada a conviver com esse "dom". Além de ter suas forças sugadas a cada vez que é tragada para dentro dos sonhos dos outros a garota ainda tem que se virar para se cuidar sozinha e ainda manter a cozinha abastecida, pois sua mãe vive bêbada demais para lembrar de ir ao mercado. Janie mora na parte pobre da cidade e sua única amiga é Carrie que se mudou para sua rua quando criança, mas nem mesmo ela sabe seu segredo. Porém sua vida dá uma virada quando dá carona a Cabel, o antigo esquisito do colégio que passou a ser o mais cobiçado depois de sua mudança na aparência. Cabel é o único que consegue enxergar Janie mais a fundo e descobrir o que ela tenta esconder há anos, ele se torna seu amigo, confidente e, para seu desespero, desperta algo mais dentro dela. Porém Janie descobrirá que não é a única a ter segredos quando Cabel começa a agir de maneira estranha ao se envolver com os riquinhos traficantes do colégio.
Já tinha ouvido falar por alto desse livro, mas não tive uma curiosidade muito grande com relação a ele, porém solicitei o terceiro, Gone, por engano no Skoob confundindo com um outro livro, quando me dei conta do erro já era tarde, mas pesquisei sobre a série e acabei achando interessante. Solicitei os dois primeiros e comecei a lê-los e acabou sendo um engano muito bom. O livro é curto portanto li em duas noites. A leitura flui com bastante facilidade e a história é realmente interessante.
Janie não é daquelas personagens por quem o leitor se apaixona de cara, eu não a adoro, apenas simpatizo com ela. É mal humorada o que é compreensível considerando vida que tem, mas ela é negativa demais, e reclamar vinte e quatro horas por dia, a cada página e isso se torna chato. A escrita em partes é boa, mas em partes fica devendo. Achei a narração um pouco "pulada", falta continuidade. Às sete da manhã a autora descreve uma cena que se trata de um assunto e às três da tarde está ocorrendo outra cena independente daquela das sete em que outro assunto está em pauta. Só mais para o final começamos a acompanhar a mesma questão em todos os capítulos. O mistério do início do livro é diferente do mistério que surge lá no meio, apesar de estranho não achei que tenha atrapalhado meu entendimento de tudo o que acontecia. Resumindo, a proposta é boa, mas poderia ser melhor desenvolvida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Espero que tenha gostado do post e sinta-se à vontade para dar sua opinião aqui e voltar sempre que quiser. Pode também deixar o link do blog para que eu e outros leitores possamos conhecer um pouco de você.
Muito obrigada pela visita <3