segunda-feira, 15 de junho de 2015

Minha vida fora de série - Paula Pimenta

Sinopse:  Mudar de cidade sempre é difícil, mas fazer isso na adolescência é algo que deveria ser proibido. Como começar de novo em um lugar onde todos já se conhecem, onde os grupos já estão formados, onde ninguém sabe quem você é? A princípio, Priscila não gosta da ideia, mas aos poucos percebe que pode usar isso a seu favor, tendo a chance de ser alguém diferente. Mas será que o papel escolhido é aquele que ela realmente quer representar? Aos poucos, Priscila percebe que o que importa não é o lugar e sim as pessoas que vivem nele. E que, além da nova cidade, há algo mais importante a se conhecer: ela mesma. Quem gosta da coleção “Fazendo meu filme” não pode perder o livro de estreia dessa nova série de Paula Pimenta. Situado no mesmo universo ficcional, temos a oportunidade de acompanhar alguns dos nossos já adorados personagens, três anos antes da história de "Fazendo meu filme” começar. Não perca a 1ª temporada da vida fora de série de Priscila!

Priscila acaba de completar seus 13 anos, porém não recebe nenhum dos presentes que realmente deseja: voltar para São Paulo e que seus pais reatem, ao invés disso ganha um box da primeira temporada completa da série Gilmore Girls que lhe disperta o interesse por séries e passa a fazer parte das suas mudanças.
Mesmo com resistência Priscila acaba sendo "arrastada" ao clube pela prima Marina, lá ela conhece Clara, Natália e Marcelo aquele típico cara gatinho desejado pela torcida do Flamengo e um pouco mais. Apesar de não conhece-lo de verdade no momento em que o vê Priscila tem certeza que aquele é o seu "príncipe encantado", e seria com ele seu primeiro beijo. Apesar de não gostar muito do fato do tal Marcelo ser 5 anos mais velho sua mãe ajuda a conquistá-lo o problema é que o príncipe pode ser um sapo e Priscila pode até ser nova, mas sabe o que quer e com certeza não é um cara como aquele.
Assim que as aulas voltam ela já está decidida a não pensar mais no canalha do Marcelo, mas parece ser difícil não pensar nele depois de conhecer Rodrigo, seu colega de classe, que é extremamente parecido com ele. Não demora muito para descobrir que a semelhança é meramente física, pois Rodrigo vai muito além de ser um gatinho e as coisas parecem finalmente estarem dando certo para Priscila, mas só parecem.

Primeiramente coisas importantes que vocês devem saber sobre a Priscila:
  •  Odeia ser chamada de ruiva, seu cabelo é castanho, não ruivo.
  • Ama animais.
  • Adora praticar esportes.
  • Viciada em séries (óbvio né).

No primeiro capítulo achei que a Pri fosse uma garotinha chata e mimadinha pela forma que ficava reclamando da mudança sem parar pra pensar que a mãe dela também estava passando pelo mesmo, mas era só coisa de momento, chateação de hora porque depois do segundo capítulo vemos uma relação mãe e filha muito próxima e amigável. As duas são muito cúmplices o que eu adorei de cara.
Pra mim foi interessante ver a situação com outros olhos, meus pais nunca se separaram, mas nós sempre nos mudamos muito por isso nunca fui apegada a nenhum lugar, escola ou pessoas, sempre aceitei bem as mudanças, no entanto Priscila deixou a vida que teve desde sempre pra trás, os amigos e tudo o mais. Apesar de ter reclamado muito no começo ela fez amigos fácil, tem uma personalidade forte que faz a leitura - que é em primeira pessoa - ser muito gostosa.
Eu até gosto de livros desse gênero, mas nunca apareceu nenhum que superasse minhas expectativas, é tudo muito previsível o que não foi o caso dessa vez. Quando eu imaginava que as coisas aconteceriam de uma forma acontecia o contrário.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Espero que tenha gostado do post e sinta-se à vontade para dar sua opinião aqui e voltar sempre que quiser. Pode também deixar o link do blog para que eu e outros leitores possamos conhecer um pouco de você.
Muito obrigada pela visita <3