segunda-feira, 23 de novembro de 2015

Troco um irmãozinho por uma bicicleta!


Esse ano pedi uma bicicleta de presente de aniversário, mas, no lugar, minha mamãe e meu papai decidiram me dar um irmãozinho. Não gostei. Prefiro minha bicicleta. Papai prometeu que ia me ensinar para que eu possa passear no parque junto com minha prima Ana Luísa. Sempre que um adulto leva a gente no parque ela pega a bicicleta e sai passear me deixando sozinha com o adulto que nunca me dá atenção de verdade. Se eu ganhasse a bicicleta, poderia me divertir só com ela sem precisar de qualquer pessoa, adulto ou criança. Mas, agora, pra que serve um irmãozinho? Já tenho uma irmã que é mais velha e não serve de nada. Pra que mais um? Além disso, minha irmã disse que, quando nasci, pegaram todos os brinquedos dela e deram para mim e é isso que vai acontecer quando o novo bebê chegar. "Ninguém mais vai lembrar de você e todos que entrarem na casa irão direto para o berço com presentes. Nem vão te olhar mais." ela disse. Pensei em fugir, levar todos os meus brinquedos comigo para que o bebê não roube de mim. Tentei colocar tudo na mochila da escola, mas não coube nem a Mumu, minha vaquinha de pelúcia. E não sei pra onde iria. Para a casa da vovó não dá porque ela também vai preferir o bebê agora. Além de ser muito longe. Se tivesse a bicicleta seria mais fácil, mas andando eu cansaria muito.
Tem um site que papai sempre usa para vender ou trocar as coisas que não usa mais, acho que eu posso esperar meu irmãozinho nascer e tentar trocar por uma bicicleta. Se der certo nem preciso fugir porque meus brinquedos ficarão seguros e eu também.
"O que você tem, Alice?" pergunta mamãe quando me acha sentada dentro do guarda roupa.
"Nada" digo fechando a porta "Preciso de primacitade"
"Precisa do que?" 
"Primacitade, mamãe." digo de novo, muito chateada "Ficar sozinha"
Ela ri e diz "Privacidade, Alice."
Não sei qual é a graça. Não sou adulta ainda para saber tudo.
Ela abre a porta de novo e viro de costas quando mamãe senta no chão.
"Pode me contar o que aconteceu, Ali."
Olho pra trás muito desconfiada da mamãe. Como ela pode não saber?
"Eu não quero um irmãozinho de aniversário, quero uma bicicleta."
Ela ri de novo e me diz que não dá pra trocar um bebê por uma bicicleta, mas vou ganhar os dois de presente. Quando papai chega, garante de novo que vão me dar a bicicleta, mas não posso escolher não ter o irmãozinho. Descubro também que ele vai demorar mais um tempão pra chegar. Então fico feliz por isso. Já escolhi a minha bicicleta. Papai vai me ensinar a pedalar. Pedi também uma mochila maior e separei meus brinquedos favoritos. Agora está tudo certo.

2 comentários:

  1. Oi, Jessi :)

    Ai, essa Alice é pura fofura ~e mega engraçada~
    Gosto demais dessa sua personagem, acho-a muito bem estruturada e condizente.
    Achei muita graça da última frase. Adoro os chiliques dela hahaha. Continue :)

    Love, Nina.
    http://ninaeuma.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Espero que tenha gostado do post e sinta-se à vontade para dar sua opinião aqui e voltar sempre que quiser. Pode também deixar o link do blog para que eu e outros leitores possamos conhecer um pouco de você.
Muito obrigada pela visita <3