domingo, 9 de março de 2014

Um dia não é o bastante.


Pontinhos. Vários deles, alguns têm formas engraçadas, que me lembram outras coisas. Vejo-os aqui tão de pertinho e desejo observá-los a noite toda. Mas não posso. Logo você irá partir de novo e de novo. Sempre indo. Voltando.
Um dia não é o bastante. Eu poderia passar horas aqui, deitada ao seu lado, olhando todos esses seus pontinhos na sua pele tão branca. Mas não podemos. Algumas horas não são o bastante.
Um dia não é o bastante.
Aguardo tanto a cada dia pelo nosso próximo dia.
Olha, será que alguns deles não poderiam formar algo como uma constelação? Seria legal. Interessante. Tem tantos aqui no seu ombro e no seu rosto também. Nunca te perguntei o que acha disso. Nunca falei que eu gosto desses seus pontinhos. Aliás, não há nada em você que eu não goste.
Está ficando tarde. Você bem que poderia adormecer e esquecer que existe o tempo. Eu bem que poderia fingir que não sei que é hora de te deixar ir. Eu sei. Mas poderia fingir só por hoje.
Gosto dos seus pontinhos, dos seus olhos verdes, do seu ar pensativo, do seu cheiro.
Gosto de simplesmente estar ao seu lado.
Um dia não é o bastante.

Jéssica de Paula

2 comentários:

  1. Awnn! Mas gente, que amorzinho! <3

    Love, Nina.
    http://ninaeuma.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Acho que um dia para a felicidade não é suficiente, como você disse. Aliás, uma hora completa de sorrisos passa tão rápido quanto cinco minutos. Um dia para o amor então, nem se fala.
    Amei o texto e o layout de seu blog.
    Beijos com chá!

    ResponderExcluir

Espero que tenha gostado do post e sinta-se à vontade para dar sua opinião aqui e voltar sempre que quiser. Pode também deixar o link do blog para que eu e outros leitores possamos conhecer um pouco de você.
Muito obrigada pela visita <3