quinta-feira, 14 de julho de 2011

I Cant Say No To You

Hermione acordou atordoada procurando pelo relógio em cima do criado mudo, devia estar atrasada como sempre.

- Droga – exclamou ao ver que passara meia hora do seu horário, já não sabia mais que desculpa usar no trabalho, se não fosse tão eficiente no que fazia provavelmente já teria sido demitida.

Levantou procurando por suas roupas, a cabeça latejando por causa da bebedeira da noite anterior. Era tão patética, pensou consigo, por mais que o quisesse ainda precisava embebedar-se na esperança de sentir menos culpa, mas nada mudaria o fato de estar envolvida com um homem casado e justo aquele homem.

Enquanto se vestia repreendia a si mesma mentalmente, prometera que dessa vez seria diferente, prometera esquecê-lo, mas bastava que ele a olhasse para entregar-se sem pensar... Sem limites ou pudores.



Under your spell again
Sob seu feitiço de novo


I can't say no to you
Eu não consigo dizer não para você

Crave my heart and it's bleeding in your hand
Deseje meu coração e ele estará sangrando na sua mão

I can't say no to you
Eu não consigo dizer não para você



Entrou na sala onde encontrou Draco Malfoy fumando em frente à janela fechada. Lá fora caia uma leve chuva.

O apartamento onde estavam era um lugar simples e pequeno na Londres trouxa, comprado por Draco especialmente para aqueles encontros clandestinos.

- Estou atrasada mais uma vez – Hermione falou mantendo certa distância – Por que não me acordou Draco?

- Não tive coragem – o loiro respondeu sem olhá-la – Estava tão linda... Como um anjo.

- Anjos não são pecaminosos – ela sussurrou mais para si observando ele dar uma tragada no cigarro enquanto se virava.

- É o que pensa? Sobre nós?

- Não tem a ver com o que penso. É o que nós somos.

Draco se aproximou a mirando, mas Hermione desviou os olhos, sentia vergonha de si mesma, ele ergueu seu queixo delicadamente a encarando com seus olhos cinzentos.

- Pecaminosos? Por nos amarmos?

- Você não me ama Malfoy. Você provavelmente nem sabe o que é amor.

Ele aproximou seu rosto e roçou os lábios frios sobre os lábios quentes dela e, por mais que tentasse ser firme, Hermione sentia seu coração acelerar e sua respiração ficar descompassada, fechou os olhos implorando intimamente para que ele se afastasse permitindo que sua lucidez voltasse.

- E se for verdade? – sussurrou Draco – E se eu não te amar?

- Eu não me importo – Hermione respondeu sentindo uma lágrima cair.

Draco apagou o cigarro no cinzeiro ao lado do sofá e a enlaçou num beijo lento e tortuoso, Hermione sabia que aquilo podia não ser amor, mas o desejo de Draco por ela era quase palpável. De uma forma ou outra ele ansiava em tê-la.


Shouldn't have let you torture me so sweetly
Não devia ter deixado você me torturar tão docemente

Now I can't let go of this dream
Agora não consigo me livrar desse sonho

I can't breathe but I feel
Não consigo respirar, mas eu me sinto

Good enough
Boa o bastante

I feel good enough for you
Eu me sinto boa o bastante para você



- Draco, eu estou atrasada – Hermione falou arfante ao sentir suas costas prensadas na parede, mas sem fazer uma real tentativa de afastá-lo

As mãos de Draco percorriam as costas e coxas de Hermione por baixo do vestido procurando explorar cada mínima parte daquele corpo. Seus lábios passeavam entre o pescoço e o colo da mulher, com certeza deixaria marcas, mas nenhum dos dois estava pensando no depois, sequer pensavam, eram levados apenas pelo desejo.

Depois de tanto tentar manter a racionalidade Hermione desistira e também passeava com suas mãos e lábios por cada milímetro alcançável de Draco.

- Draco, não – Hermione pediu ao sentir a mão do loiro brincando com o elástico de sua calcinha.

- Eu preciso de você – Draco implorou em seu ouvido derrotando-a por fim.



Drink up sweet decadence
Beba a doce decadência

I can't say no to you
Eu não consigo dizer não para você

And I've completely lost myself and I don't mind
E eu me perdi completamente e eu não me importo

I can't say no to you
Eu não consigo dizer não para você



Já no escritório Hermione suspirava irritada, não conseguia se concentrar em nada além da culpa e raiva dela mesma, não de Draco, por mais que tentasse odiá-lo parecia impossível, era como se ele estivesse impregnado em sua pele, o cheiro dele ainda intoxicava suas roupas.

Acabou deixando todos os papéis de lado por um instante e resolveu dar uma volta pra refrescar a cabeça, mas o destino parecia simplesmente não estar querendo ajudá-la, ao virar em um corredor, perto da seção dos aurores, ouviu a voz de Ron e Harry e, por sorte, encontrou outro caminho a tempo.

Desde o fim do noivado com Ronald, ela tentava evitá-lo ao máximo, tinha a sensação de que ele desconfiava do motivo que causou o término. Era com ele que devia estar agora, casada, quem sabe até com filhos.

- O que eu fiz da minha vida? – Hermione falou para si mesma pouco antes do elevador chegar.

Quando o elevador se abriu sentiu seu coração acelerado novamente com a visão a sua frente.

- Bom dia, Srta. Granger – cumprimentou Astoria Malfoy descendo do elevador ao lado do marido.

- Bom dia Sra. Malfoy – cumprimentou Hermione depois de se recuperar – Sr. Malfoy, vejo que voltou da viajem de negócios.

- Imprevistos – Draco respondeu naturalmente.

- Imprevistos? – Hermione perguntou involuntariamente.

- Sim – respondeu Astoria alegremente – Eu não andava me sentindo bem nessas últimas semanas então decidi ir a um curandeiro e, bem, felizmente não era doença, eu...

- Astoria – repreendeu Draco – Não precisa contar sobre nossa vida para todos que encontrar.

- Mas de qualquer forma todos irão saber, não é meu amor?!

- Saber o que? – Hermione perguntou confusa.

- Sobre a minha gravidez – a loira respondeu com um grande sorriso.



Shouldn't have let you conquer me completely
Não devia ter deixado você me conquistar completamente

Now I can't let go of this dream
Agora não consigo me livrar desse sonho

Can't believe that I feel
Não acredito que eu me sinto

Good enough
Boa o bastante

I feel good enough
Eu me sinto boa o bastante

It's been such a long time coming, but I feel good
Há muito tempo esperava por isso, mas eu me sinto bem



Aquela frase parecia rodar na cabeça de Hermione. Como ele podia ter escondido algo assim dela. Por quê?

- Eu... Eu esqueci algo em minha sala e...

- Srta. Granger? A Srta. está bem? – perguntou Astoria ao ver o rosto pálido de Hermione.

- Sim... Eu só... – Hermione deu as costas para o casal e foi em direção a seu escritório.

Ao entrar fechou a porta com força encostou-se à mesma e escorregou até o chão permitindo que as lágrimas caíssem. Apoiou a cabeça nos joelhos como uma criança assustada, seu coração chegava a doer fisicamente.

- Por quê? Porque justo ele? Porque eu o amo? Você é um idiota Hermione Granger. Burra, burra – Hermione jogou a cabeça pra trás, seu rosto estava tomado pelas lágrimas. Ela se abraçou encravando as unhas nos próprios braços sem perceber – eu te odeio Draco Malfoy, EU TE ODEIO - Poderia gritar o quanto quisesse que ninguém ouviria, mas isso pouco importava, precisava tirar aquela dor do peito, precisava odiá-lo.



And I'm still waiting for the rain to fall
E eu ainda estou esperando a chuva cair

Pour real life down on me
E derramar a vida real sobre mim

Cause I can't hold on to anything that's good
Porque eu não consigo me apegar a algo tão bom



O dia passara vagarosamente para Hermione e a noite parecia seguir o mesmo rumo, pois, apesar do relógio marcar quase uma da madrugada, ela ainda estava acordada andando pela casa que parecia grande e assustadora em meio a escuridão.

O tempo piorara desde a tarde, trovões ecoavam e raios iluminavam a casa de tempos em tempos dando ao lugar um aspecto quase assombrado, mas nada disso a assustava. Hermione estava na cozinha bebendo um chá, já que não conseguia dormir, e não notou quando alguém entrou sorrateiramente.

Ele se aproximou de seu pescoço beijando delicadamente.

- Me desculpe – Draco pediu sentando-se na cadeira ao lado e pegando a mão de Hermione que não reagiu.

-Não devia vir sem me avisar. – ela falou sem olhá-lo.

- Me desculpe por isso também – ele pediu sorrindo e lhe dando um selinho.

- Acabou Malfoy.

- Você está fria, devia estar em baixo das cobertas sabia?

- Malfoy, eu não vou pra cama com você se é...

- Shhh – Draco falou encostando sua testa na dela – eu não vim aqui pra isso, meu amor.

- O que você quer a está hora? – ela perguntou suspirando – Não viria até aqui pra se desculpar.

- E porque não? Eu me importo com você. É por isso que te comprei um presentinho.

Hermione se levantou exaltada ficando de frente para o loiro.

- Você não pode me comprar. Eu já disse: Acabou.

- Eu não faria isso. Além do que é um presente para nós. Uma casa linda, grande, você vai adorar.

- Não existe mais nós Draco...

- Olha – Draco pegou uma caneta e um papel dentro da capa e começou a anotar algo – Vou deixar o endereço.

- Você ouviu o que eu acabei de falar?

- Esteja lá na sexta depois do trabalho...

- Draco, pára.

- Faço questão de mostrá-la pessoalmente.

- Eu não quero.

- Não diga bobagem. É claro que quer, é muito melhor do que esse lugar.

Quando Draco se levantou Hermione lhe deu as costas, sabia que se o olhasse muito tempo não demoraria muito para fraquejar mais uma vez.

- Depois do trabalho – ele a lembrou se aproximando – Eu sei que estará lá.

Draco beijou seu pescoço novamente e se retirou.

Hermione tentou segurar as lágrimas que teimavam em cair, por mais que se enganasse no fundo sabia que ele tinha razão. Ela precisava dele como precisava do ar.

Draco Malfoy tinha total controle sobre sua vida.



Am I good enough

Eu sou boa o bastante

For you to love me too?
Para você me amar também?

So take care what you ask of me
Então tome cuidado com o que você me pede

Cause I can't say no
Porque eu não consigo dizer não.

Fic por Jéssica de Paula
inspirada na música Good Enough da banda Evanescence 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Espero que tenha gostado do post e sinta-se à vontade para dar sua opinião aqui e voltar sempre que quiser. Pode também deixar o link do blog para que eu e outros leitores possamos conhecer um pouco de você.
Muito obrigada pela visita <3